sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Amar-te querido


Amar-te querido
(Foi assim que respondí a poesia abaixo...)

Amar-te querido
É ter me esquecido
É perder meus sentidos
É mais tarde sofrer!


A tua presença
Me tira a inocência
Eu descubro a potência
Que tem meu querer!


Me deixa parada
Ao todo encantada
Pensando em nada
Além de você!!!




-0-


Relembrando a poesia recebida, muito linda por sinal:


Amar-te querida

Amar-te querida
É ter suprimido
Por toda uma vida
A felicidade!


É ter a ventura
De uma alma tão pura
Encher de ternura
O teu coração


A tua inocência
Se espalha em potência
Com tal "nitiscência"
Por todo teu ser.


Estou encantado
Adoro ao teu lado
O meu doce fado
É belo Viver!


Eu tanto a escuto
No mais terno culto
Venero o teu vulto
Adoro Viver!

Nenhum comentário:

Postar um comentário