sexta-feira, 29 de julho de 2016

Vem amor














Porque te ausentas meu amor?
As horas passam sem o teu riso
Sem teu toque, sem teu calor
E você é tudo o que mais preciso.

Não vê que te espero?
Ansiosa pela tua chegada
Amar-te é o que mais quero
Sem ti a vida não é nada.

Vem amor, estou te esperando
Não me deixes triste a esperar
Tua chegada fará a vida animar

Quero te ver  chegando
Aos meus braços se aninhando
Tenho muito amor para te dar.




segunda-feira, 25 de julho de 2016

Encontro - Haikais



Chegou bem manso
E foi me Despertando
alegremente.

Na flor da pele
Paixões e desejos
Ardentemente.

O abstrato
Desse nosso encontro
Uniu nós dois.

Suavemente
Penso em nós dois
Tomando formas.

Sem as barreiras,
nossas almas inteiras,
eternamente.





terça-feira, 19 de julho de 2016

Penso em vocë


Penso em você,
Nas nossas conversas sem fim.
A gente não sabe dar fim a elas.
Há sempre algo mais a falar.
Penso em você,
Gostaria de te ver chegar.
Queria te ver ao alcance do olhar,
Do toque,
Do cheiro,
Do beijo.
Penso em você,
E nesse momento,
Gostaria que também estivesse em mim a pensar.
Gostaria de te encontrar em meio aos devaneios,
que na mente estão a vagar.
Penso em você.

Amar sem medo

Eu penso um verso pra nós dois
Que seja símbolo de esperanças
Que nos embale num depois
Eu e você, amando, sorrindo, feito crianças.

Crianças são livres para amar
Amar sem medidas
Entregam-se, sem medo de machucar
Sem o medo de partidas.

Eu quero neste verso me envolver
Eu descontraída para você.
Você realizando meu sonho, meu querer,

E no embalo de tua melodia,
Ser o motivo de tua alegria,
Vivendo um sonho de amor, eu e você!








quarta-feira, 13 de julho de 2016

Sem poesia


A sala está vazia,
Não vejo a teu riso
Tua alegria que contagia.

Não há poesia,
Não há paixão,
A solidão anuncia.

Onde anda você?
Que sempre encantou
Com poemas, doce magia.

Não deixe sem verso
Sem alegria,
Sem sua companhia.
interação...

Sem poesia é apenas um titulo
porém a vida tem sempre magia
verificada a cada capítulo
continuaremos em eterna sintonia.
                             João Batista

MEU LIVRO AGORA DISPONÍVEL

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Viver


Viver é um exercício de pa-ci-ên-cia
Todo dia um ato de coragem
Extrair das experiências sua essência
Enquanto nesta vida é só passagem.

sábado, 9 de julho de 2016

Prazeres e Vitórias



A conquista, o sucesso, são daqueles que o buscam.
Ninguém pode vencer uma batalha se não entrar na guerra.
Obviamente aquele que senta na espera que a felicidade lhe bata à porta,
ou mesmo aquele que tem medo da luta, medo da derrota e assim nada faz,
nunca chegará a conquista alguma, 
já assinou sua derrota.
Quando se tenta, ainda que em vão, a derrota é menos dolorosa, 
pois houve a tentativa de obter sucesso, 
houve a paixão inicial daqueles que se movem, que sentem-se impulsionados ã vida!
Devemos cultivar dentro de nós a força, ir atrás ou quem sabe de encontro aos nossos sonhos, ainda  que pareçam impossíveis, são estas motivações que fazem realmente sentido.
Muitas vezes algo que nos pareça ruim, trabalhoso, é responsável por novas experiências,
novas vitórias e novos prazeres.
É como "caminhar na chuva que em dias tristes em casa se esconder" vejam:
Somente caminhando na chuva, sentiremos o seu frescor, sentindo na pele sua delícia é que podemos compreender que há sempre algo novo a saborear.


sexta-feira, 8 de julho de 2016

A VIDA´ROSA POETISA - Um presente do amigo Poeta Evangelista





A VIDA'ROSA POETISA

Mas o danado da vida
Que passa e tudo se passa
É saber que tem uma ida
Que a vida ultrapassa

Noutro cosmo e dimensão
Só saudade e amor
Plantadas no coração
De quem nessa vida ficou

Esta ROSA faz poesia
Com suspiro e emoção
Nesta vida contagia
Pra na outra ter razão

Rosilene...linda flor
Tem espírito de beleza
Pois da vida declamou
Refletindo a grandeza

Poeta Evangelista

Caem as folhas


Caem as folhas para enfim renovar-se.
É o ciclo da vida!
A exemplo da natureza, devemos também
perder certos costumes,
dispensar manias,
deixar tudo que incomoda, fere,
Abandonar emoções, certas experiências...
...para por-se diante da renovação,
do recomeço,
da esperança.
Agindo assim seguiremos mais leves, rumo à felicidade!

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Reencontro - Dueto - José Roberto Teixeira e Rosilene de Souza



Você chegou sem avisar
 Fez-se musica em meu viver
 Envolveu-me no cantar
Tirou-me para dançar

Dei-te a mão e te puxei
Deslizando alegremente
E ao sabor do nosso olhar
Nossos passos se cruzaram
E na valsa nos perdemos

 E ao ouvir os corações
No olhar nos encontramos
Nas nossas recordações
Coisas vivas na memória

A contar a nossa história
E tudo que já vivemos
Foram tantas alegrias
Em noites quentes ou frias

O nosso entrelaçar
deu sentido a nossas vidas
Que no êxtase anunciava
Que o nosso amor recomeçava!

                     José Roberto Teixeira e Rosilene de Souza