sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Nuvem que não passa


Toda vez que penso em você,
tento esquecer que foi nuvem passageira.
Que mexeu com meu coração, 
mas, só deu uma chuva de verão.
Porém a nuvem não passa.
Toda vez que penso em você, 
quero lembrar os momentos tão poucos, 
mas tão loucos, pois pareceu eterno. 
Não consegui apagá-los da mente.
E fala insistentemente,
que é amor somente.
Eu não sei pensar noutra coisa,
eu não sei querer outro alguém.
Meus pensamentos voam e vai além.
Além do que pode ser.
Se penso em me aproximar,
só vejo obstáculos.
Se tento afastar, esquecer,
não consigo.
Não sei se foi amor a primeira vista,
ou se foi carência do meu coração.
Você pareceu tão perfeito,
em meio a tantas contradições.
Mas valeu pra algumas coisas,
companhia, mesmo que em pensamentos.
Tirou obsessão, mas tornou-se outra.
Sei lá.
Um dia talvez eu te fale tudo isso.
Mesmo que não está aqui, não está para mim,
eu torço por ti.
Quero ainda te ver sorrir,
Ter certeza que você está feliz.
Mesmo que eu não seja o teu motivo.
Mas eu tenho um grande desejo assim.
x_a087ef8

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Mestre Sala e Porta Bandeira


Lá vai a porta bandeira,
Bailando com mestre sala.
Ele joga charme de toda maneira.
Ela vai rodopiando abrindo ala.

Rodopiando vão,
Deslizando sem parar.
Deixando rastros no chão.
De um lindo rodopiar.

Mestre Sala se derrama,
para a amada impressionar.
Ela gira, gira feliz e o deixa em chama
E amando-a, a folia está a anunciar!

x_a087ef8

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Pierrô e Colombina


Enquanto às máscaras não caem,
Você é meu pierrô, eu sou tua colombina.
Enquanto às máscaras não caem,
Estou presa em tua sina.

E eu disfarço atrás das máscaras todo meu desejo por ti.
Mas o olhar não mente, brilha feito purpurina
Revela tudo o que sente,
Quero ser sempre tua colombina.

Vamos colorindo a passarela,
Meu coração bate na bateria
Quando teu abraço enrola feito serpentina.

Sou tua nesta hora,
No peito o samba implora,
Faz-me tua eterna colombina.

x_a087ef8