terça-feira, 28 de agosto de 2012

SAUDADES - HAIKAIS



Nós dois, sem rimas
sem encontro, sem sina
Só nostalgia.

busco teu olhar
Nem mesmo sol a brilhar.
Lágrimas rolam.

Quero te sentir
teu cheiro, o teu toque
cadê você, vem!

Vem dar-me a vida
ando só desfalecida,
ressuscita-me.

Só tu és capaz
traz o beijo teu amor
vem me despertar.

Nesta solidão
Resta-me te esperar
sopra-me vida!

Faça-me bailar
voltar a sorrir, cantar!
Borboletear...

domingo, 19 de agosto de 2012

Seguir... para quem sabe voltar a sorrir!


Neste momento, que já distanciou o encontro,
que não ocorreu o reencontro.

Que aquela sintonia ficou vaga e distante.
Melhor tirar da mente essa lembrança que incomoda a todo instante.

Que o que falou pede pra ser esquecido,
Que o que senti não faz nenhum sentido.

Que brota uma saudade,
uma vontade...

Vontade louca de reencontrar.
Sentir o gostinho do primeiro olhar
.
É uma briga de sentimentos,
se fica na mente, parece tormento.

É preciso esquecer,
tudo isso para evitar o sofrer.

Curtir de leve essa melancolia,
mas não permitir ficar nesta agonia.

 Vou seguir...
para  quem sabe voltar a sorrir.

Afinal é preciso buscar nova alegria,
pode até ser, distraindo nas rimas de uma poesia.










segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Caminhando... tropeçando... mas nas mãos de Deus!



O que acontece após nossa entrega a Jesus? 
Será que ficamos transformados da noite para o dia?
Será que tudo o que fomos deixamos de ser?
Simplesmente nosso relógio dá uma guinada de 360 graus? 
Tornamo-nos imediatamente perfeito aos olhos do Pai?
E passamos a ter destaque diante dos nossos irmãos?
É, são perguntas das quais não temos todas as respostas, e muitos pensam que é assim que deve ser..., mas, a história dos homens "escolhidos por Deus" nos mostra que nem sempre as coisas seguem tais rumos...
Muitas vezes ficaram firmes, mas também tropeçavam e caíam, as vezes deprimiam e noutras regozijavam... Salvo que sempre buscavam a volta para o Senhor.
Meu pouco entendimento diz que toda transformação vem devagarinho... lentamente... conforme o desejo do Pai. Ele vem a partir daí nos moldando, lapidando, curando. Nossa fé cresce, conforme Ele a fortalece, e nada, nenhum dos nossos atos, é a partir daí nosso... O desejo de mudança é manifestado em nós porque um dia o Pai nos escolheu, e assim, as mudanças são operação Divina, do Espírito Santo que passa a habitar em nós no momento em que nos entregamos. Até tentaremos agir por nós, ou melhor, pensaremos estar agindo por nós, mas só o carnal, porque o que é bom, divino, perfeito, só pode vir d'Ele.A nossa atitude é a de abrir o coração e deixar que Deus opere em nós, nos aperfeiçoando em todo o bem, para cumprirmos a sua vontade, a Ele a glória! Não a nós.
Nosso relógio não dá uma guinada, mas, uma nova página começa a ser escrita em nosso livro,.Nossos  olhos passam a enxergar novas direções... livramento e a certeza de que estamos sob um controle maior, porque por nós não chegaríamos a lugar algum. Por nós não chegaríamos a este entendimento.
E quanto aos olhos do Pai, acho eu que Ele fica contente em nos ver deixando-o fluir em nós... Ele conhece o nosso interior, isso me dá paz, ao contrário dos olhos alheios, que por vezes, demonstram só ver as aparências... ou talvez, "o próprio coração". Não posso enfim, mudar suas visões, sei que há muito a ser tratado em mim. Sei também que o meu Senhor, mais do que ninguém, sabe o momento e a hora de me tornar mais próxima do que queres que eu seja. Não pretendo tão pouco viver me explicando, acho até que gostaria de agradar a todos sim, impossível. Então descanso na paz que este mundo não dá, que não vem do que vejo e nem das circunstâncias, nem do meu próprio entendimento. É a paz de quem começa a enxergar o Senhor, e de quem sente que tem, a vida sendo transformada em suas mãos.
"...desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor, porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade." (Fp 2:12,13)                                                    
É isso o que penso

domingo, 12 de agosto de 2012

PAI TE AMO


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Pérola do dia! LÉO E BI...rs


Vou ter que contar essa pérola, risos...
Meu filho Leonardo (13 anos), ontem na volta da escola, disse:
-Mãe, amanhã não vou na aula.
Curiosa, perguntei o porquê, ele responde.
-Amanhã é só festa, vão antecipar a comemoração do dia do estudante, gincana, muito chato. Logo no dia que eu tenho duas aulas de educação física?!
Eu, na verdade não gosto deste comportamento anti-social do Léo, tentei convencê-lo que seria bom, um momento de descontração com os colegas da escola. Que iria gostar muito, e que teria boas recordações para o futuro.
Nada, irredutível não teve acordo, insistiu na chatice que seria.
Momentos depois, chega o primo Gabriel (mesma idade).
-Oi Léo, eu não vou amanhã na aula não, você vai?
O Léo animado...
-To fora! É dia de inventar festinha?! Minhas duas aulas de educação física é na sexta-feira.
O Gabriel disse:
-É, se inventasse para o sábado?! Nessa eles não me pegam não.
Não aguentei, interferi na conversa tentando convencê-los, sem chance, eu disse, são caipiras mesmo!
Levei os dois para a escolinha de futebol, quando retornamos, passamos na minha irmã Raquel (avó do Gabriel e tia do Léo).
Dali a pouco o Gabriel diz todo faceiro:
-Bom, amanhã eu não vou pra escola!
E o Léo:
-Eu também não!
Na mesma hora minha irmã falou:
-Que bom! Amanhã vocês vão carregar aqueles pisos que eu comprei, mudar de lugar, colocar lá no fundo.
Hummm, essa foi pra acabar, comentei, festa pra que? Bom mesmo é carregar pisos, risos, os dois deram uma saidinha e voltaram, falando, resolvemos carregar agora.
E começaram a tarefa, eram muitas caixas de cerâmicas, e, eles começaram, pensando, amanhã queremos folga.
Carregaram apenas, 40% das caixas até o fim do dia.
Hoje, pela manhã, antes mesmo do despertador tocar, sem precisar chamar, Leonardo levanta da cama, se arruma rapidinho e vai para a escola.
Que incentivo heim? Raquel!
Risos
                                                      

(Aprendendo um pouco de psicologia infantil, ao voltar da escola o Léo disse que gostou, que sua sala ganhou a gincana.)

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Senhor Deus meu


Senhor Deus meu,
vem sossegar-me Pai, preciso descansar em ti.
Fortaleça-me Senhor!
Que meu coração encontre a paz de quem está sob Teus cuidados.
Eu preciso de colo para acalmar meu coração em desalinho.
Dá-me a paz que ultrapassa a todo entendimento,
a alegria que é indivisível.
A certeza verdadeira de que fui achada pelo Senhor,
e que meu futuro está seguro em Tuas mãos.
Só assim eu sei que poderei continuar...
Vem Senhor Jesus,
não me deixe só em nenhum momento.
Espírito Santo,
tome meu coração, de maneira tal,
que possa resplandecer-te aqui.
Eu quero dar-te o controle total de minha vida,
descansar em "standy by", confiantemente.

Eu não sei caminhar sozinha,
sozinha eu me perco no caminho.
Ilumina os passos meus.
Conduza oh Deus meu olhar na direção certa.
Que eu possa avistar um horizonte...
Enquanto eu aqui estiver, põe-me em conformidade com os Teus propósitos em minha vida.
Que eu me alegre a viver para honrar-te e bendizer-te,
agradecida.
Que eu busque sempre o que é certo, confiando a ti  os resultados.
Em nome de Jesus,
amém.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Amigo



Eu não quero viver a vida como se eu fosse uma ilha.
Quero mesmo é que nela haja muitas esquinas, 
onde eu possa cruzar com você e ouvir-te... 
...estou contigo nessa!

Ciúmes


Eu quero um pouco deste teu amor que extravasa,
que não encontra tua volta para casa.
E, põe-me a sonhar e voar, como se eu tivesse asas...

Eu quero um pouco deste teu amor que alucina,
buscando encontrar-me em  tua sina
e, nele, vejo-me pequenina...

Ah, só quero um pouco deste amor que não mais te une.
Você sufoca, feito louco, brilha feito vaga-lume
ascende, apaga  o meu ciúmes.

Convite para a Vida!

Toda manhã,
 quando raios cristalinos toma a minha janela,
  e esse ventinho vem chegando de mansinho,
 sinto como que se a vida me chamasse, 
"vem! aqui está tudo bem, só falta você!"
 Bom diaaaaaaaaaaaaaaa!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Desencantou - haikais

Já desencantou
Agora virou  sapo
sem príncipe, só.

levou alegria,
Apagou a poesia
beijo sem sabor.

Sabor de quem vai
e não voltará jamais
versos sem rimas.

Chorar saudade
pra quê? se não vai ouvir
não mais aqui.

        E... mesmo assim
       lembra ainda o beijo
        incendeia, sorri.

Chora saudade,
o peito pulsa, pulsa!
só melancolia.