sábado, 16 de junho de 2012

Se eu te der meu coração


Hoje você iluminou meu dia,
trouxe riso e devolveu a poesia.
Irradiou, brilhou... fez-se dia claro após noite fria.

Eu senti uma vontade de tocar teu coração,
num leve toque,
mas deixar nele a marca dos sonhos meus.

E desejei um pouco mais do teu sorriso,
ser a tua alegria,
e ser para ti a felicidade que contagia.

Bacana que a alegria veio de forma tão simples,
uma surpresa boa pela manhã, um leve encontro,
deixou um gostinho de quero mais.

Eu ainda quero ler, o que está escrito em teu olhar.
E, se você deixar,
acrescentar umas reticências pra nós dois.

E assim, se eu te der meu coração,
E você não deixar em um canto perdido esquecido.
Sei que fará verão neste coração invernado.

Nesse momento penso em ti.
vejo-me a sorrir na espera de um depois.
 Se houver? Que haja!
  

Um comentário:

  1. Que haja, realmente! Que outros dias possam receber a mesma luz e inspiração. Que possa, ainda, muito mais ler naquele olhar. Bjs.

    ResponderExcluir