terça-feira, 5 de junho de 2012

Basta




Basta teu olhar uma vez mais,
para nele eu viajar...
Ser o motivo do riso teu,
para  em ti me alegrar.
Basta um leve toque de suas mãos,
para  despertar os meus sentidos.
Até então adormecidos.
Basta de ti um só abraço, 
para me aquecer neste inverno.
E assim, colorir o meu dia,
que hoje é todo cinza.
Basta você desejar ao mínimo, ser um verso meu.
Eu te leria todos os dias, até te decorar.
Te faria poesia no aqui e no agora,
para te convencer a ficar até o depois
 e sempre te amar.
                                               

2 comentários:

  1. Como sempre, uma alma doce, roântica e cheia de inspiração para o que há de mais belo: o amor!!

    um bjo Leninha!!

    ResponderExcluir