segunda-feira, 11 de julho de 2011

Perdão




















Eu não sabia
Que em meio a minha agonia
Eu pudesse magoar você.

Confesso eu não queria,
Não era o que eu sentia
Não ter teu perdão me angustia.

Pedir perdão realmente não seria
O motivo para a tua alegria
Uma vez que magoar eu não devia.

Me entristeci
Ao perceber tua melancolia
Doeu-me ver que teu coração eu partia.

Agora resta tua volta como magia
Tua presença como poesia
Colorir novamente o meu dia.
                                                                              

3 comentários:

  1. Um perdido de perdão verdadeiro e lindo, beijos.

    ResponderExcluir
  2. A vida se faz sorrateira e leve
    Ao mesmo tempo que eu sou forte e clara como a neve
    Tenho mesmo que pedir perdao
    Porém, levo no topo meu coração
    Alvo belo e feliz e emoção
    Coloco na tua a minha sorte!




    Adorei seu poema!
    bjs meus
    Adorei ver sua carinha la minha parede...

    Catita

    ResponderExcluir
  3. Leninha bem vinda ao meu blog. Sempre!
    Carla

    ResponderExcluir